quarta-feira, 28 de junho de 2017

Filho não é igual a videogame

Toda grávida e (principalmente) quem tem um recém-nascido em casa, já ouviu essa frase: "tá achando difícil agora? Não viu nada ainda! Criança é igual videogame: a próxima fase é sempre a mais difícil"!

Pois não sei se sou só eu, mas NA REAL, nunca senti isso com o lindão, ou a maternidade. Pelo contrário! Acho que mês e mês, as coisas vão ficando bem mais fáceis e simples.

Vou dar alguns motivos que me fazem pensar assim:

- você conhece melhor a criança dia a pós dia. Até mesmo com uma piscadinha diferente, você conseguirá entender o que ela quer ou sente. Muito diferente daquela estranheza toda dos primeiros meses.

- é imensamente libertador quando a criança começa a falar e você não precisa mais exercitar seu poder de adivinhação a cada choro.

- a criança começa a comer aos 6 meses e você sente aquela liberdade tão sumida reaparecendo...você não é mais a única fonte de alimento do seu bebê! Você pode sair sem a neura da "hora da mamada".

- a criança interage com você. Não é mais uma via de comunicação unilateral, com o bebê praticamente só dormindo e mamando. Você não se sente mais sozinha quando estão só você e o bebê.

- chega o desfralde!!! Sim, ele é muito chato, mas vai facilitar tanto a vida que vale cada esforço. Fora a economia, né? Porque vamos combinar? Parece que as fraldas de hoje são feitas com micro fios de ouro! kkkkkkkk.....

- Você vai deixando de lado aquela bolsa abarrotada de coisas e volta a usar simplesmente a SUA bolsa. Sim, ela terá algumas coisas das crianças, mas nada comparado àquela verdadeira mudança que precisamos levar quando saímos de casa com um bebê.

- Você voltará a ter tempo pra se cuidar, já que os horários estão determinados, a rotina já foi estabelecida, a criança passa meio período na escola,.....

- Sabe a festinha que você vai, mas nem sabe o que rolou porque passou o tempo todo correndo atrás da criança? Pois é!! Lá pelos 3-4 anos, a criança vai se jogar com os amiguinhos e você poderá sentar e só observar enquanto bota o papo em dia.

- A criança te entende: vocês trocam ideias, você pode explicar a razão das coisas pra ela, você tem conversas fantásticas com seus filhos.

- Autonomia: coisa boa demais a criança não depender mais de você pra absolutamente tudo!

Sinceramente, acho que quem acredita nessa teoria do videogame, só sabe focar no lado negativo das mudanças e esquece totalmente das facilidades que chegam com o tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário